Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

29
Mai10

Como não ganhar um cliente em 3 partes

 

Parte 1.

Entro numa loja Vodafone para obter uma informação sobre determinados serviço. Simpático e solícito, o funcionário esclarece que aquilo que pretendo não pode ser tratado no balcão, mas sim por telefone e depois encaminhado para onde me disserem. Dá-me um número: 16014200.

Parte 2.

Chego a casa, ligo para o número, atende-me um simpático funcionário a quem repito tudo o que já tinha dito na loja. Que sim, mas que não era ali, ou melhor, eu deveria ligar um outro número, de resto gratuito: 800910200.

Parte 3.

Ligo o número gratuito, espero cinco minutos que atendam, por fim um simpático funcionário ouve-me repetir pela terceira vez o mesmo pedido. Pede-me para esperar. Regressa à linha e diz: sim senhor, há com certeza informações sobre o que pretendo, mas neste caso a Vodafone entra em contacto comigo se eu fizer o favor de dar o meu número de telemóvel.

Explico que não vou dar numero algum de telefone, por razões longas de explicar mas que os leitores podem encontrar aqui. Explico também que, sem alternativa, vão perder um potencial cliente de um determinado serviço. Nada a fazer. Sem o meu contacto, nada feito.

Sem alternativa, desligo e esqueço o assunto.

4 comentários

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D