Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

10
Jan11

O país através da televisão (II)

Seguindo a campanha eleitoral pela televisão – falta-me pachorra, confesso, para ler essa parte da actualidade na imprensa -, sinto que nos movimentamos entre dois tipos de candidatos: os que existem mesmo, e os que se esforçam para existir. Os primeiros, já sabemos quem são. Os segundos, preferimos nem saber. Entre estas duas categorias, movimenta-se o cromo desta eleição: Fernando Nobre. O médico que tanto admirei na AMI está agora a fazer o papel de Eanes dos anos 80 – é o salvador da pátria, o homem que dá voz a quem nunca teve voz, o justiceiro, o tipo que vai resgatar, do poço sem fundo, a democracia, a moral e os valores. Mas o discurso que apresenta está mais próximo do astrólogo que tudo promete, ou do feiticeiro que vem de outro mundo em tempo de crise, do que do pragmático pensador. Já ouvimos tantas vezes o pregão moralista dos que se julgam acima só porque têm estado de fora...

Fernando Nobre é o Ramalho Eanes dos pobrezinhos. Chega a ser penoso ouvi-lo falar de política.

É desolador querer votar e não ter em quem votar.

7 comentários

Comentar post

Blog da semana

O Diplomata. Dez anos de blog é obra. Alexandre Guerra festeja, e com razão, um espaço de reflexão, análise e opinião do mundo político internacional. Merece o bolo.

Uma boa frase

“Se isto fosse no tempo do Sócrates, a esta hora o Trump já tinha em cima da mesa uma proposta da Mota-Engil para a construção do muro. Com financiamento do BES e projecto do Siza Vieira." Rui Rocha, Delito de Opinião

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D