Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

08
Nov11

Rosa (choque)

Passou na RTP uma reportagem sobre o mundo dos famosos, das “revistas cor-de-rosa”, um bom trabalho da Rosário Salgueiro no universo do vazio de que tantas vezes se enche esse outro ecrã.

Pois bem. Já há uns tempos, neste post, dei um toque na bola.

Agora não resisto a partilhar: certamente por engano, caiu há dias na minha caixa de correio electrónico um mail de uma agente de “artistas” (representante também de empresas que usam figuras colunáveis para se promoverem sem terem de gastar balúrdios em publicidade paga...), oferecendo os seus préstimos aos meios de comunicação social que quiserem fazer reportagens e/ou produções com “figuras públicas”, desde que não deixem de “abordar” o tema “tratamentos que eu fiz nesta clínica”.

Assim, caso estejam interessados (sob o título “Figuras Públicas My Moment disponíveis para produções e entrevistas”)...

 

Vanessa Oliveira:

Modelação corporal (Mesoterapia e Exilis)
Tratamentos faciais (MyFaceClean, Microdermoabrasão)
Mamoplastia de aumento

Mafalda Pinto:

Drenagens Linfáticas
Massagens anti-celulíticas

Laura Figueiredo:

Carboxiterapia
Escleroterapia
Mamoplastia de Aumento

Francisco Mendes:  

Depilação
Relaxamento

Alexandra Fernandes:

Pós-parto
Ondas Acústicas

Andressa Pedry:   

Botox 
Preenchimento
Rinoplastia

 

Pronto, é assim que a coisa se faz.

Quer o Francisco Mendes na sua revista? Uma entrevista sobre depilação, pode ser? Quer a Mafalda Pinto num apontamento de TV ao sábado? Por que não uma reportagem sobre Drenagens Linfáticas ou Massagens anti-celulíticas? Por aí fora.

Todos ganham, excepto o incauto leitor.

A ERC, a Comissão da Carteira, ninguém liga um boi a isto porque é como se fosse um mundo paralelo. Mas não é.

Sei que o momento é de crise, e nas crises é “ver quem se safa”, mas que querem? Há coisas que me encanitam, pronto. E é por causa deste eterno “ver quem se safa” que Portugal está como está.

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D