Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

04
Dez12

Como é que nos espantamos com o estado em que estamos?

 

Nem há quinze dias a revista Exame revelou, no seu ranking anual, que o Grupo EDP tem 3 das 5 maiores empresas portuguesas, sendo que a “EDP – Serviço Universal” (a que nos leva luz a casa) é mesmo a segunda maior, atrás da Galp.

Foi nisto que pensei ontem quando quis recuperar dinheiro perdido em estimativas excessivas e me dirigi à loja EDP do Marquês de Pombal. Como a primeira imagem demonstra, a EDP não pára e está a remodelar a sua loja-mãe. Um sinal da sua dimensão e dinâmica.

Dado que a dimensão determina a eficácia, não quis a EDP privar os seus clientes de um cómodo e eficaz serviço de atendimento. Para isso (reparem na imagem 2), abriu um espaço alternativo, em pleno Marquês, maior do que a Ginjinha do Rossio, porém mais pequeno do que a Rua da Betesga.

Sem espaço para sequer acolher os clientes, a EDP alimenta uma fila pela rua fora, que vai entrando lentamente para um balcão onde dois funcionários – repito, dois funcionários... – perguntam “A seguir? O que pretende?”.

Quando chegou a minha vez, e pensando na modernidade de todo aquele aparato – não sei porquê, lembrei-me dos velhos TLP e dos seus telefones fixos com listas de espera de três a seis meses... -, exclamei um sonoro “acho isto inacreditável!”. O zeloso e sorridente funcionário respondeu-me: “Estou totalmente de acordo consigo, também acho isto inacreditável!”. Fiquei estupefacto.

Sem mais demoras, mostrei-lhe o crédito que tinha a receber. Ele sorriu e acrescentou: “Para mais, isso nem é aqui. Tem que ir ali a uma papelaria de vão de escada, que é Agente EDP, onde lhe fazem o crédito...”.

Ainda zonzo com este pesadelo em pleno dia, que me fez perder hora e meia de um dia util, lá fui a uma papelaria junto à Duque de Loulé onde, entre totolotos e revistas, um homem me deu um monte de notas de 10 e de 20, que eu conferia enquanto atrás de mim se formava uma pequena fila de pessoas que queriam pastilhas, euromilhões, ou créditos da EDP.

Senti-me num país de terceiro mundo (onde, por sinal, nunca tive que receber créditos da conta da luz), e quando voltei à praça e olhei os modernos logótipos da EDP, e pensei na sua Fundação, na modernidade que ostenta, e no seu Presidente, dei comigo a rir sozinho. Umas horas mais tarde, em casa, leio no site da empresa: "Na EDP, a área de Investigação, Desenvolvimento e Inovação está alinhada com os seus pilares estratégicos". Bem me parecia.

Como é que nos espantamos com o estado em que estamos?

7 comentários

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D