Globonautas
Mais um blog que nos faz viajar pelo mundo em boa companhia...
“Um dia ouvi e nunca mais esqueci isto: "Há os que pensam e não escrevem e os que escrevem e não pensam". Não é fácil conseguir o equilíbrio entre pensar e escrever. ", Pedro Lains,
Pedro Lains
Mais comentários e ideias: pedro.roloduarte@sapo.pt
 
Antena 1
Janela Indiscreta em texto
Janela Indiscreta em rádio
O Hotel Babilónia na Antena 1 (com o João Gobern)
No Biography Channel
Lux Woman, a revista onde escrevo todos os meses

2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


83 comentários
70 comentários
59 comentários
Subscrever
Sábado, 22 de Dezembro de 2012


publicado por PRD às 19:05
link | comentar | favorito

3 comentários:
Anónimo
Tão bom! Boas festas

deixado em 22/12/12 às 21:51
responder a comentário

ERA UMA VEZ
Para o Pedro e todos os velhos e novos amigos, aí vai o meu presépio deste ano.
----------------------------------------------------
No meu presépio cabe tudo
O Menino, a Senhora e o seu esposo José
os pastores, a vaca, o burro, as ovelhas
e todos os bichos da arca de Noé

Pois é
e também a tristeza
o desencanto, os amores
o musgo
o lago feito de espelhos
a saúde
a vontade de escrever
o grande adeus deste ano
o sorriso descarado das mais pequenas
os carreiros e os moinhos
a alegria de ser mulher avó e mãe
os velhos e novos amigos
e cabe(a custo)
a saudade de tantos outros Natais

O amor
a nostalgia
"ainda" alguma esperança
e o pão nosso de cada dia

No meu presépio cabe ainda
um GRANDE ABRAÇO PRA SI
e tanta coisa
tanta coisa mais...


deixado em 24/12/12 às 15:47
responder a comentário

Belinda Cardoso
Todos os anos procuro transmitir nas minhas mensagens de Natal, algo que sinto e quero muito partilhar com todos os que me amam, me dão a sua amizade ou, simplesmente, me rodeiam, mas me aconchegam. Transformados em palavras, são sentimentos e desejos que me fazem acreditar que sem o sonho nada acontece. São palavras simples e despretensiosas, que revelam algo de mim, estados de alma que com muito carinho presenteio de forma verdadeira.
Um “poema” feito na Escola, pelo meu neto Gustavo (Guga), a propósito do tema “Natal Solidário”, foi a minha escolha para este ano. Espero que goste e, acima de tudo, se reveja nele.
Para si em especial desejo um Feliz Natal (este desejo nunca é atrasado) e um Bom Ano Novo.

NATAL SOLIDÁRIO

Dê-nos o seu coração,
...ou então não...
Para um Natal melhor
(o antónimo de pior)
mostre o que vale,
traga pelo menos sal,
seja um anjo, seja o desejo
Ajude estas crianças
Com poucas poupanças
Para este Natal
Ajudar não faz mal!

Gustavo Alves

deixado em 28/12/12 às 01:16
responder a comentário

Comentar post


Ler mais

Ler mais