Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

01
Mar13

Um paté com lata

Jornalista um dia, jornalista toda a vida – e sem quebrar este principio, que perfilho e com o qual me identifico, confesso: cada vez me interessa menos a actualidade.

Sei do que se passa porque a isso me obrigo (e obriga o trabalho, claro), sigo blogues e programas de debate, não ando fora de nada (agora, até pelo mundo do futebol vou mergulhando, aqui...). Mas a sistemática repetição dos mesmos argumentos em situações opostas (isto é: partido de oposição diz sempre o que dizia partido de governo quando estava na oposição, e vice-versa, em monocórdica e minimal repetição), e verificar que esta regra é aceite por todos, eleitores incluídos, num teatro público de marionetas que roça o ridículo e o absurdo, empurra-me para o bocejo. Ou a sesta.

Ou, quando não tenho sono, a cozinha. Acreditem que ontem à noite, depois de três horas a ver televisão onde pessoas que diziam “adoro verde” agora dizem “adoro amarelo”, enquanto os seus opositores, que no passado amavam o amarelo, agora optam pelo verde, e onde nada ultrapassa a mediocridade da ambição pessoal, da fuga para a frente, do chuto para canto, ou do dizer mal pela frustração de não conseguir fazer bem, fiquei cheio de fome e ocorreu-me a ideia: pão torrado sobre o qual “sucumbe” pasta de sardinha...

Fiz assim, enquanto o pão torrava:

Abri uma lata de sardinhas em lombos, sem espinhas, em azeite (Ramirez, se bem me lembro), a que juntei meio sumo de limão espremido na hora, pimenta preta moída, uma pontinha de sal marinho, maionese (compro uns pacotes frescos excelentes, mas qualquer maionese pré-fabricada serve para este efeito), e salsa por mim picada na hora. Com um garfo, numa tigela, é só ir misturando à mão, provando e rectificando os elementos a gosto.

Por mim, ficou no ponto cinco estrela quando barrei aquela pasta em fatias de pão de Mafra torrado (já tinha uns dias...), plantei meia dúzia de alcaparras e tomate cortado miudinho. Foi a ceia que me tirou deste mundo para outro.

Dormir, depois disso, foi tão fácil...

2 comentários

Comentar post

Blog da semana

Mesa do ChefePara quem, como eu, gosta de cozinha, gastronomia e restauração, este é mais um dos poisos certos...

Uma boa frase

O Insurgente“Isaltino Morais: perda de mandato autárquico; condenado a 9 anos de prisão por fraude fiscal, abuso de poder, corrupção passiva para acto ilícito e branqueamento de capitais. Resultado 2017: 41.7% Esta é a imagem do país. Em suma, temos o país que merecemos, com os políticos que merecemos, com o fado que merecemos." Mário Amorim Lopes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D