Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

15
Nov07

Explicação prévia

Num dos primeiros dias de Abril deste ano recebi o seguinte mail:
"Caro Pedro Rolo Duarte,
Como creio que será do seu conhecimento, assumi as funções de Director do "Diário de Notícias" no princípio do mês de Março. Desde então, tenho trabalhado na renovação de conteúdos e gráfica que será conhecida na próxima sexta-feira, 13 de Abril. Nesse dia, como é comum nestes momentos, vão desaparecer algumas secções e começar outras. Neste caso, termina o espaço de opinião semanal que o senhor assinava no "DN". Não está em causa, naturalmente, a qualidade da sua colaboração, que sempre prestigiou o jornal. Trata-se, tão-só, de uma opção ligada a este momento de renovação. Espero que compreenda esta decisão, difícil, e possamos manter no futuro relações de colaboração mútua. Agradecendo todos os momentos da sua ligação ao "Diário de Notícias", subscrevo-me com estima,
João Marcelino"
Quando acabei de ler o mail, na minha cabeça começou a germinar este blog.
Escrevi no DN consecutiva e ininterruptamente de 1982 a 2007. Vinte e cinco anos. Em Janeiro de 2006, a direcção anterior tinha acabado com o suplemento DNA, numa primeira “ideia” de renovação. Agora, a nova direcção de João Marcelino – onde estão também, entre outros, a Catarina Carvalho e o Ferreira Fernandes... – entendeu que a mudança passava pelo meu nome. Ou melhor: pelo fim do meu nome nas páginas do jornal.
Decidi, nesse dia de Abril, deixar passar meio ano – o tempo certo para olhar o mundo com outros olhos, porventura mais humildes, equacionar outras ideias, propostas, projectos. Estamos em Novembro, os 6 meses estão mais do que vencidos. É então tempo de voltar. Fecham-se portas, abrem-se janelas.
Um blog? Porque não um blog? Um post por dia, todos os dias. Os meus dias assim serão.

49 comentários

Comentar post

Pág. 1/5

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D