Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

31
Out13

No comboio ascendente

 

Há anos que não vinha ao Porto de comboio. Boa razão aqui me traz (e a partir de agora, com regularidade): um saboroso regresso à RTP-2. Da novidade darei conta logo que haja certezas de datas e horas e esses pormenores.

Para agora, interessa apenas o prazer de uma viagem de comboio. Parece que se juntam memórias vivas e bocados de romances lidos, filmes vistos, canções ouvidas. Não deve ser por acaso que há tantas cenas deslumbrantes de filmes passadas em estações de comboios, em carruagens, em viagens.

(Claro que sei que o romantismo se esvai na rotina, no tempo perdido, na banalização. Mas, por agora, gozo a excepção do começo.)

Viajo para o Norte ao anoitecer e revejo, à saída na estação de Gaia, junto a carruagens velhas cheias de toros de madeira, a imagem de Diane Keaton e Warren Beatty abraçados, junto ao comboio que os separará, nos “Dez Dias que Abalaram o Mundo”, um dos clássicos (livro e filme) do final da minha adolescência. A referência não faz qualquer sentido nem tem lógica - mas a viagem e aquele cheiro a madeira levou-me tão longe quanto isto…

A cabeça de uma pessoa também é esta mistura desordenada de bocados de vida. Vivida. Por viver. Vivida através da ficção. Ou apenas sonhada.

1 comentário

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D