Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

05
Jul08

Meter água

Leio no “Correio da Manhã”: “A Águas de Portugal gastou perto de cinco milhões de euros em carros para os administradores e funcionários e prémios sem qualquer relação com o desempenho. O que só agravou a situação deficitária do grupo que, entre 2004 e 2005, registou 75,5 milhões de euros negativos”. O Tribunal de Contas foi implacável com a empresa, mas até agora – mesmo depois das notícias nos jornais - não aconteceu nada. O Governo tem mais que fazer.

Houve então uns senhores que aprovaram os 2,5 milhões de euros gastos em viaturas para a administração (isto é, para eles próprios...) e alguns trabalhadores, e os 2,3 milhões de euros gastos em prémios e incentivos numa empresa deficitária (prémios que também receberam). Numa empresa privada, problema deles, dos accionistas e das Finanças. Sucede que a Águas de Portugal é detida pela Parpública, a Direcção Geral do Tesouro e a Caixa Geral de Depósitos – ou seja, é uma empresa do Estado, o que significa que os resultados negativos de milhões de euros acumulados nos últimos anos serão pagos por mim, por si, e por todos. E as benesses daqueles senhores também.

Para que conste, os responsáveis por mais este escândalo nacional, que certamente passará sem responsabilidades assumidas nem penalizações exemplares, são os seguintes:

Pedro Eduardo Passos da Cunha Serra (Presidente)
Justino Manuel Matias Carlos
António Manuel da Silva Branco
João Manuel Lopes Fidalgo
José Maria Martins Soares
Francisco Manuel Marques Bandeira (representante da CGD)

João Manuel de Castro Plácido Pires (representante da Parpública)

Dos Orgãos Sociais da empresa fazem ainda parte os membros da Mesa da Assembleia-Geral (Ana Cristina de Menezes Pereira Paes Sequeira Rodrigues, Maria Fernanda Joanaz Martins, Manuel Bruno Rossi Ruano Gouveia Pereira), do Conselho Fiscal (José Clemente Gomes, Pedro António Martins Mendes, Célia Maria Marques Rocha Lino, Graça Maria V.N. Montalvão Fernandes), e a secretária da Sociedade, Ana Cristina Rebelo Pereira.

Talvez alguns deles abandonem a Águas de Portugal depois das noticias que por aí circulam. Nada de cuidado acontecerá à maioria. Voltaremos a ver os seus nomes aqui mesmo, na Águas de Portugal, noutras empresas do Estado, ligadas ao Estado, ou desesperadamente dependentes do Estado.

Ok, eu sei que há crise – mas antes da crise já havia este país. O que mete água até mesmo quando o assunto é literal.

4 comentários

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D