Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

26
Ago08

If we do this right...

 

A edição deste mês da Portfolio (uma revista do grupo Conde Nast que parece feita de propósito para pessoas que têm com a economia e a gestão uma relação como a minha, feita de muita curiosidade e ainda mais ignorância...), traz um excelente perfil de Katharine Weymouth (foto ao lado, tirada da revista), a nova Publisher do Washington Post. Neta de Katharine Graham, a “dama de ferro” do jornal durante décadas, esta mulher, de pouco mais de 40 anos, tem pela frente um pequeno desafio e uma gigantesca batalha. O desafio é recuperar o jornal, que nos últimos anos perdeu demasiados leitores e muitos anunciantes. A batalha da sua vida é descobrir em que é que se vai transformar a marca Washington Post, e que futuro lhe está reservado neste tempo a que chamamos “período de transição”. A Portfólio começa por garantir que chamar-lhe “de transição” é eufemismo puro. O tempo é de rotura e revolução: a acreditar no que disse aos editores do Post Steve Ballmer, da Microsoft, dentro de 10 anos não haverá jornais diários em papel, tudo passará pela net.

Ora, isso tornaria a missão de Katharine Weymouth relativamente simples: fortificar a marca, transferi-la para a rede, e viver alegremente os novos tempos. Estava decidido o futuro...

Mas as coisas não são assim tão simples – as receitas na Net são baixas e ainda não se descobriu a galinha dos ovos de ouro da rede, as plataformas de consumo de informação continuam a ampliar-se e a ganhar novas ramificações, e a massa crítica de credibilidade de um jornal ainda se encontra na circunstância de ser impresso. Como se o papel fosse o termo de responsabilidade ou o contrato de garantia de uma marca informativa...

Em dez anos muita coisa mudou – em dez anos muita coisa mudará. Mas a Katharine do séxulo XXI do Post parece aberta a um futuro de incógnita, e por isso também de oportunidade: “My goal is to make sure that the Washington Post is reporting and writing great stories and distributing them to our readers on whatever platform they want to get it on. If we can do that, then it won’t matter whether revenues at the website are bigger than those at the newspaper or vice versa. If we do this right, we will be a news company”.

Quando a Publisher de um jornal tem o foco nas “great stories”, as coisas ficam bem encaminhadas. Temos jornalismo pela frente. Gostei de conhecer Katharine Weymouth nas páginas da Portfolio.

1 comentário

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D