Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

29
Nov07

O blog da Fátima

Tenho, há tempo, uma discussão familiar sobre este tema. Como é familiar, não trago a discussão para a praça pública – mas como um blog não é a praça publica, mas a praceta de cada um, então posso, pelo menos, ousar uma abordagem ligeira.
(Já percebi que o meio é agressivo, mas tenho uma carapaça generosa, feita ao longo de mais de 25 anos. É difícil que me tirem do sério.)
Dizia que tinha a tal discussão familiar. Era o apelido. Rolo Duarte. Cada Rolo Duarte que aparecia onde eu trabalhava parecia que era um favor. E “era chato”, e o caraças. Abuso de posição dominante, na gíria económica. Pensei sempre que se um dia tivesse algo absolutamente meu – fosse um jornal, um café, ou um blog – poderia libertar-me finalmente dessas merdas e dizer mesmo o que pensava e fazer mesmo o que queria. Ora, este blog é a minha praceta e não tenho, tanto quanto sei, deveres e obrigações e expectativas a cumprir, accionistas para agradar e a CMVM (“ou CVM, como diz o Berardo...”) a controlar-me os passos.
Dito isto, subentendido o resto, remeto quem queira saber o que devia ser um blog realmente blog para este endereço: f-world-blog.blogspot.com .
Trata-se do blog da Fátima Rolo Duarte – quase sempre brilhante, muitas vezes genial. Todo dela. Junta o grafismo, o design, a escrita, o olhar, a ideia. Junta o talento todo que a minha irmã Fátima tem, sempre teve, e que eu mostrei, sempre que pude, nos lugares por onde passei. Mas também é verdade que o fiz com alguma discrição, aquela coisa de “não quero ouvir bocas”. Mesmo assim houve quem pensasse que fosse minha mulher e “lá está o gajo a promover os amiguinhos e familiares”. Como se fosse verdade. Perguntem à Sónia Morais Santos como é que desaguou no DN. Ou à Anabela Mota Ribeiro... Enfim, não interessa nada agora...
A Fátima é minha irmã. Tenho um orgulho desmedido no seu talento.
Volta não volta, pegamo-nos. Não vemos a vida do mesmo modo e ambos temos um feitio com tendência para se manifestar. Mas tenho a certeza que ela sabe quanto eu a admiro, como tenho a certeza de que gosta de mim. Irmãos é isso: nós podemos criticar-nos um ao outro, ai de quem venha de fora criticar um de nós.
A minha irmã Fátima tem o melhor blog que conheço.
Tenho pena de escrever isto apenas aqui dentro da minha praceta.
Mas sou assim, e já não tenho esperanças de mudar.

4 comentários

Comentar post

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D