Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

03
Jan09

2009

Leituras atrasadas e acumuladas fizeram-me aterrar numa reportagem do El Pais (ainda de 2008) que dá conta dos estudos científicos que se dedicam à felicidade. Genética, filosofia, psicologia, sociologia, antropologia – todas as disciplinas contribuem para validar estes estudos. Fixo estas ideias fortes:

- O altruísmo contribui mais para a felicidade do que a busca individual de prazer pelo consumo.

- O efeito do dinheiro (isto é, de ter dinheiro...) sobre a felicidade é transitório.

- Dormir contribui mais para um sentimento de felicidade do que comprar um carro.

- Não são mais felizes as crianças de hoje, submersas em consolas, telemóveis e internet, do que os seus avós, que brincavam na rua com bolas de pano e carrinhos de latão.

- O estado de felicidade de um vencedor de lotaria é passageiro. Pouco tempo volvido sobre o “choque”, volta ao estado em que vivia antes de ganhar o prémio.

... Assim sendo, sejam todos muito bem chegados ao ano 2009. Por pior que vá ser, não será por aí que estaremos mais felizes do que estávamos. Ou mais tristes.

Mais pobres, isso seguramente. A tempo de recuperar a mais triste das expressões populares portuguesas: “pobretes, mas alegretes”.

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D