Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pedro Rolo Duarte

13
Fev15

Dia da rádio

rádio.jpg

 Comecei a ouvir rádio num aparelho parecido com este, em casa dos meus pais. Tinha uma tampa em cima, que abria e revelava um gira-discos onde ouvi os primeiros singles da minha vida: George Harrison e Tonicha, Paulo de Carvalho e Mini-Pop, a Pandilla e Beatles, para verem como era um rapaz de gostos diversificados. Talvez demais, mas enfim…
Como os singles eram poucos, a rádio era quase tudo. Ouvia os programas do Julio Isidro, do Luis Filipe Barros, do Jorge Pego, do João David Nunes, da Maria José Mauperrin (mesmo quando percebia pouco do que eles por lá diziam…). Ouvia os Parodiantes, apesar de não lhes achar graça. Ouvia “o que dava na rádio”.
E sonhava com o dia em que fosse a minha vez. Quis o destino - e o Rui Pego, e o Henrique Mendes… - que fosse em 1984, na Rádio Renascença. 31 anos depois, a mesma paixão, o mesmo amor, o mesmo fascínio. A “docemania” de que falava José Nuno Martins.
Mudou tudo, não mudou o que se sente quando se abre um microfone e se tem o mundo pela frente. Talvez por isso este Dia da Rádio me diga pouco - porque para mim não há Dia, todos são os dias.

Blog da semana

Ladrões de Bicicletas. Voltar a um dos mais clássicos blogues colectivos de análise e pensamento social e político e reencontrar excelentes textos, opiniões pensadas antes de escritas, e o prazer de um bom serão ao sofá a ler. Like.

Uma boa frase

“O centrão político - conservadores, liberais, social-democratas, trabalhistas - anda há mais de vinte anos a liberalizar os movimentos de capitais, a desregulamentar as actividades financeiras, a promover o "comércio livre", menorizando as consequências resdistributivas destas opções. Andaram a promover a ideia de que o mundo é mais bem gerido pela "mão invisível" dos mercados do que pelos poderes democraticamente eleitos. De que é que precisam mais para perceber que este é o resultado da sua globalização: que Marine Le Pen vença as presidenciais francesas?" Ricardo Paes Mamede, Ladrões de Bicicletas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D