Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pedro Rolo Duarte

10
Jan16

Sim, a História repete-se

Andava num disco rigido externo à procura de um texto, que obviamente não encontrei (porque nunca fui um bom arquivador, como era o meu pai), mas por outro lado encontrei - entre fotografias e textos - muita coisa que não procurava. Entre esse espólio, estava um texto que me lembrou uma conversa recente. Foi publicado na revista Visão em Maio de 1995, ou seja, há mais de 20 anos. Parece assim tão fora de moda?

Ei-lo:

"Fa­çam o fa­vor de olhar à vol­ta, vas­cu­lhar jor­nais e re­vis­tas, da eco­no­mia à mo­da, dos as­sun­tos ge­rais à po­lí­ti­ca, do es­pec­tá­cu­lo ao des­por­to. O que é que en­con­tram, o que cons­ti­tui dos­sier, es­pe­cial, ca­pa, fo­to­re­por­ta­gem? É uma no­va mo­da, uma ma­nia, qua­se um cul­to dos jor­na­lis­tas: a me­mó­ria. O ca­len­dá­rio de­ter­mi­nou que es­ta fos­se uma épo­ca de re­cor­da­ções — e aí es­tá a efe­mé­ri­de, que du­ran­te dé­ca­das ser­viu pa­ra ta­par bu­ra­cos em mo­men­tos de va­zio ima­gi­na­ti­vo, a ga­nhar es­ta­tu­to de es­tre­la da im­pren­sa e da te­le­vi­são.  Des­de há um ano que não há se­ma­na, não há qua­se um dia, sem um dos­sier, um ex­clu­si­vo, uma via­gem ao pas­sa­do, se­ja o mais re­cen­te — ago­ra es­ta­mos no cen­tro dos «fes­te­jos» do Ve­rão quen­te de 75 — ou o mais an­ti­go, co­mo a 2ª Guer­ra Mun­dial. Mes­mo quan­do o as­sun­to é ac­tual, a im­pren­sa en­ve­lhe­ce-o com um re­gres­so rá­pi­do ao pas­sa­do ou uma fo­to­gra­fia bem an­ti­ga (ve­ja­–se a ex­ce­len­te ca­pa da re­vis­ta «Exa­me» de­di­ca­da ao de­sem­pre­go).
É um fe­nó­me­no no­vo, na me­di­da em que trans­for­ma o pas­sa­do em ac­tua­li­da­de e dá­–lhe um en­qua­dra­men­to es­té­ti­co ajus­ta­do, com a fo­to­gra­fia a pre­to e bran­co, a cró­ni­ca de si­tua­ção, a re­ve­la­ção de um da­do ain­da des­co­nhe­ci­do. É uma ne­ces­si­da­de da clas­se, que se con­fron­ta com uma agen­da de­ma­sia­do de­sin­te­res­san­te pa­ra as fas­quias em que co­lo­ca a ven­da e au­diên­cia. É um gos­to que to­ca a to­dos — os mais ve­lhos caiem no po­ço da nos­tal­gia e os mais no­vos co­nhe­cem o es­tra­nho mun­do em que os pais e os avós vi­ve­ram. Não ofen­de nin­guém. Po­de, quan­do tra­ta­do com cui­da­do, tra­zer re­ve­la­ções sur­preen­den­tes.
A mo­da da me­mó­ria é no­va, re­flec­te­–se na ge­ne­ra­li­da­de dos meios de co­mu­ni­ca­ção e, co­mo to­das as mo­das, vai can­sar quem a de­ter­mi­na e quem a con­so­me. Até lá, é um apoio fun­da­men­tal pa­ra a fal­ta de no­vi­da­de."

E foi. E agora voltou. A vida é mais ou menos isto.

Blog da semana

Mesa do ChefePara quem, como eu, gosta de cozinha, gastronomia e restauração, este é mais um dos poisos certos...

Uma boa frase

O Insurgente“Isaltino Morais: perda de mandato autárquico; condenado a 9 anos de prisão por fraude fiscal, abuso de poder, corrupção passiva para acto ilícito e branqueamento de capitais. Resultado 2017: 41.7% Esta é a imagem do país. Em suma, temos o país que merecemos, com os políticos que merecemos, com o fado que merecemos." Mário Amorim Lopes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D