Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pedro Rolo Duarte

14
Out09

Maitê, blogues e a minha caixa de comentários

O “caso Maitê Proença” nunca teria existido se quem o lançou na rede tivesse espírito de jornalista – é que basta ver o programa “Saia Justa” para perceber que aquele vídeo é um entre muitos, do mesmo género, habituais na emissão. É apenas um bocado de mau humor. Mas ainda assim humor. Ou seja, era preciso contextualizar. E depois, era preciso perceber que o vídeo foi feito e exibido... há dois anos. O You tube e os blogues têm este pequeno problema: não sentem necessidade nem têm de enquadrar as imagens e os vídeos. E daí resultam grandes disparates – como uma indignação geral... com dois anos de atraso”. Ou a pura ignorância sobre o que é o “Saia Justa”.

E a propósito faço aqui um paralelo:

É um pouco como a colecção de disparates que está na caixa de comentários do post anterior: o leitor chega aqui, vê quatro linhas de apoio a António Costa, e vá de insultar: que eu só apoio porque já ganhou, que devo ter uma avença na Câmara, que isto, que aquilo. “Sabujice post-eleitoral, com tudo o que isso significa: interesseira, sem riscos, uma porcaria, enfim”.

Ora, se não fosse tanto o azedume, a má-fé e a ignorância, antes de comentar dava uma volta pelo blog, googlava umas coisas, e percebia que o meu apoio a António Costa vem da candidatura anterior, que em ambas pertenci à Comissão de Honra, facto que está no site da candidatura, e que o escrevi publicamente.

A net é assim mesmo, este caos de liberdade onde vale tudo, o melhor e o pior. Confesso, no entanto, que ao fim de quase dois anos de blog, e de insultos sobre insultos, criticas gratuitas sobre criticas gratuitas, e carradas de maldade travestida de opinião, sinto-me tentado a fechar de vez a caixa de comentários. É um pouco masoquista esta coisa de deixar um quarto da minha casa aberto ao mundo, e permitir que venham cá, como a Maitê, cuspir-me em cima, como se tivessem pago bilhete, como se o blog fosse do Estado, como se eu estivesse ao balcão. Um saco de boxe ao dispor. Sem respeito. Sem educação. Às vezes sem sentido sequer.

É certo que, em paralelo, já houve aqui polémicas saudáveis, criticas inteligentes, elogios e arrasos absolutamente respeitáveis. É certo também que agora a caixa está moderada (mas, por principio, a moderação só se aplica ao palavrão ou à rasquice mais básica). Ainda assim, há dias em que perco a paciência e só me apetece dizer às Paulas e aos Saraivas desta vida: gostam assim tanto de mim que não me largam? Não querem ir brincar com os outros meninos? Uma voltinha ao bilhar grande, não?  

Há dias assim. Já passa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Blog da semana

Gisela João O doce blog da fadista Gisela João. Além do grafismo simples e claro, bem mais do que apenas uma página promocional sobre a artista. Um pouco mais de futuro neste universo.

Uma boa frase

Opinião Público"Aquilo de que a democracia mais precisa são coisas que cada vez mais escasseiam: tempo, espaço, solidão produtiva, estudo, saber, silêncio, esforço, noção da privacidade e coragem." Pacheco Pereira

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais comentários e ideias

pedro.roloduarte@sapo.pt

Seguir

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D